HOJE
Sábado

30Dez

QUE 2018 SEJA MAIS LEVE QUE 2017!

 




O ano de 2017 foi sem dúvida muito difícil para todos os brasileiros, especialmente para classe trabalhadora que presenciou a onda neoliberal retirar direitos conquistados com muita luta. Entretanto, o ano que termina nos deixa muitas lições, acredito que a maior lição foi a que devemos escolher melhor nossos representantes.

Se quisermos transformar o nosso país em uma nação mais justa e com uma melhor qualidade de vida para todos os brasileiros, temos que iniciar as mudanças pelo Congresso Nacional e Assembleias Legislativas, não adianta ficarmos reclamando e votando nos mesmos nomes que já demonstraram não ter compromisso com quem os elegeu, mas com os grupos empresarias nacionais e multinacionais.

Teremos a oportunidade de eleger os novos governadores e o presidente, homens que terão em suas mãos a responsabilidade de planejar o futuro dos nossos estados e do país. Faz-se necessário eleger políticos comprometidos com um projeto nacional capaz de retirar o Brasil do abismo em que se encontra. Vejam a grande responsabilidade que está nas mãos do povo brasileiro, povo este que devido o desmantelamento pelo qual vem passando o sistema educacional nas últimas quatro décadas, infelizmente não tem em sua grande maioria o discernimento para escolher seus representantes.

Portanto acredito que 2017, não irá deixar saudades, pelo contrario, todos estamos torcendo por seu termino e o inicio de um novo ano bem menos carregado de decepções, e que 2018 venha recheado de esperança do verbo esperançar, capaz de nos proporcionar uma luz no fim do túnel para que o povo brasileiro possa sorrir novamente e ter a oportunidade de construir juntamente com seus lideres políticos um país que desponte no cenário mundial como o país do futuro.

E desta vez não podemos ficar apenas alimentando o sonho do Brasil ser o país do futuro, mas devemos aprender com as lições deixadas neste ano, e realmente construir o país do futuro, com uma sociedade soberana e equânime para todos os brasileiros, e isso só será possível quando tivermos uma educação de qualidade e universalizada.




Por Professor Cícero